domingo, 3 de janeiro de 2010

Nisa / Urânio / Radão / Toxicidade - Parte I


Foto: Xisto uranífero de Nisa



Toxicidade

a) - Urânio natural

A inalação de compostos solúveis de urânio natural faz incorrer o homem num risco grande que se traduz na agressão química aos rins. Em experiências exaustivas realizadas com animais na Universidade de Rochester encontrou-se que o dano químico causados nos tubos renais era causado pela deposição de urânio em quantidades que poderiam ser consideradas triviais do ponto de vista radiológico.

Um sintoma precoce dos efeitos tóxicos do urânio é a presença de albumina na urina que é facilmente detectada. No caso de exposições conducentes a inalações crónicas o urânio natural comporta-se como de certo modo o chumbo, sendo aliás a sua toxicidade superior. (A completar)

3- Verificou-se em estudos já realizados antes de 1966 que quando compostos solúveis de urânio natural eram administrados por via intravenosa, que a dose letal variava de 0,1 mg U/kg de peso do corpo a 20 mg U/kg de peso do corpo dependendo na espécie de animal usado: Assim pode-se vir a considerar o urânio natural como um veneno industrial, tal como o mercúrio e o arsénio.

Por extrapolação da experiência ganha de casos humanos foi possível considerar que a dose letal injectada para o homem pode ser cerca de 1 mg U/kg de peso do corpo o que é cerca da mesma ordem de grandeza que para o rato. Portanto 70mg (ou possivelmente menos ) na corrente sanguínea do Homem Padrão, administradas duma só vez produzirá a sua morte.

4- Sob certas condições o urânio pode dar origem a reforço de radiação nos ossos, onde tem uma semi-vida biológica de cerca de 300dias Saliente-se que esta afirmação só é válida para o urânio enriquecido.

5- Tratando-se dos compostos insolúveis de urânio natural inalados o factor crítico é a irradiação do pulmão. (A concluir)

b) - Urânio Enriquecido

Para compostos solúveis de urânio enriquecido a continua-se a reportar que a toxicidade se traduz numa agressão aos rins tal como acontece com o urânio natural, até se alcançar um grau de enriquecimento tal, que os ossos passam a ser considerados como órgão crítico, sendo neste caso a limitação imposta, a dose de radiação, em jogo.

Para os compostos insolúveis inalados de urânio enriquecido, o órgão crítico, é como no caso do urânio natural, o pulmão, sendo o dano provocado, pela radiação da substância retida no pulmão.

RADIAÇÃO EXTERNA: PROVENIENTE DO URÂNIO

Algumas considerações introdutórias

A contribuição dada para a radiação externa da cisão espontânea do urânio-234, urânio-235 e urânio -238 é relativamente muito pequena e pode ser ignorada

Para o urânio puro as emissões significativas são as da radiação gama dos isótopos de urânio e as beta, o bremsstrahlung associado e as radiações gama dos descendentes do urânio-238 e urânio-235.

Mais adiante abordaremos o urânio puro e de modo separado o urânio irradiado.

A radiação alfa não tem interesse ser aqui considerada e será excluída por que a emissão de isótopos de urânio não é suficientemente energética para alcançar a camada basal da epiderme que é tomada como sendo 7mg/cm-2 abaixo da superfície da pele.

Urânio Natural

Sintetizando algumas considerações anteriormente formuladas:

PERIGOS DEVIDOS À EXPOSIÇÃO DO URÂNIO NATURAL (ou seus compostos)

1º PERIGO EXTERNO:IRRADIAÇÃO EXTERNA

Tomando em consideração o esquema de decaimento do urânio natural," verifica-se que uma partícula a é emitida respectivamente pelo 238U e 234U e uma partícula b respectivamente pelo (Continua) pelo 234Th e 234Pa. A actividade específica é de 1500 dpm a e 1500 beta, por miligrama de urânio natural. (Aplicamos a terminologia dpm, por nos parecer passível de dar uma ideia)

Logo que se funde o urânio, os emissores beta difundem-se para a superfície, e o lingote de urânio pode dar origem a uma irradiação não despresável.............(a continuar)

2º PERIGO INTERNO: CONTAMINAÇÃO INTERNA

Duma maneira muito singela e reforçando os considerandos já expandidos, podemos dizer que o perigo devido à introdução dos compostos uraniferos no organismo humano é diferente de acordo com a solubilidade na água da substância absorvida.

Compostos ditos solúveis:

Qualquer que seja a via de penetração a toxicidade é uma toxicidade de ordem puramente química sendo como já referimos anteriormente, o rim o órgão sensível.

Compostos ditos insolúveis:

A toxicidade neste caso é uma toxicidade de etiologia radiológica, devido à irradiação interna motivada pela presença de substâncias nos tecidos.

Sempre que se encara a toxicologia do urânio natural é preciso ter-se sempre presente esta dualidade.

Urânio dito solúvel toxicidade química

Urânio dito insolúvel toxicidade radiológica

As origens das primeiras utilizações de material radioactivo natural, perdem-se na bruma dos tempos, decorrentes mesmo do aparecimento do homem na Terra.

Desde a génese da Terra, que a radioactividade se integra na natureza e obviamente, à medida que a dinâmica da luta do homem pela sobrevivência, se acentua e em que as civilizações das quais vai dependendo mercê da sua matriz cultural se interpenetram, constituindo o garante da sua conquista pela sua inquebrantável vontade de se lançar quer nos espaços extra terrestres, quer nos das profundezas dos oceanos, .maior é o contacto do homem com a radioactividade natural.

Talvez que o mais importante seja saber dentro do possível quando é que o homem teve conhecimento do facto!

Explicações e referências há muitas. Todavia em documentos variados insere-se, que já no século IV Antes da Era Cristã, Demócrito ( sensivelmente 460 – 370 ) imaginou a matéria como constituída por um conjunto de partículas dotadas de indivisibilidade : Os átomos !

Esta concepção não tem qualquer base experimental nem advém de qualquer observação, nascendo isso sim, unicamente de conceitos intuitivos.

Em 1556, portanto há mais de 400 anos Georgius Agricola, fez notar na sua obra " De re metallica" que ocorria uma grande mortalidade entre os mineiros que na Europa Central exploravam jazidas, que irónica e curiosamente quatro séculos mais tarde, se tornaram conhecidas como muito ricas em rádio.

O que há de muito interessante em tudo isto, é que Agricola chegou a sugerir que fossem utilizadas máscaras protectoras para se minimizarem as doenças do pulmão cuja etiologia era desconhecida. Chegou a propor, que fossem utilizados dispositivos de ventilação no interior das minas.

O vastíssimo império romano legou-nos, dispersas por não menos inúmeros e variados cantos recônditos do mundo que dominaram, fontes de águas e estações termais a que atribuíam importantes propriedades curativas devido às "suas grandes virtudes".

Entreaberta a porta, para a formulação de considerandos históricos mas minimamente indispensáveis para o estabelecimento de raciocínios relativamente à radioactividade natural, referimos que já em 1920, por exemplo, se começa a notar uma tendência muito acentuada relativa ao desenvolvimento de terapias à base do rádio e do radão, entre outros nuclidos, acentuando-se tal e de modo muito pronunciado até depois de 1940.

Interessa perguntar o que é o rádio e o radão, sem o que não será compreensível a meta que pretendemos alcançar.

Para tal faremos algumas referências ao urânio que fazendo parte da nossa realidade geopolítica está na génese dos nuclidos de que queremos formular algumas considerações.

Vivendo-se períodos de grande euforia após a descoberta da radioactividade, que se prolongaram e quase que se espraiaram até aos nossos dias, fez-se a aplicação duma maneira geral indiscriminada nalguns casos, noutros como que quase uma panaceia que curava todos os males. Entre variados episódios que há referência, poderemos citar que se chegou a injectar rádio por via endovenosa.

Lançou-se no mercado e com a publicidade possível, que na época era já uma mola de grande difusão e de promoção de qualquer produto e ou matéria, aparelhos de pequenas dimensões para o tratamento doméstico baseado na adição do radão à água de beber, como por exemplo a seguir se ilustra

Modelos diferenciados para o pretenso efeito foram fazendo o seu aparecimento, competindo fabricantes, que numa corrida louca iam incentivando espíritos ávidos de curas e de melhorias, procurando em documentos, alguns com cariz científico, outros meros panfletos de ocasião, a fonte da ciência que os curaria e os aliviaria de todos os males de que padeciam.

A aplicação de compressas mediante um certificado de garantia pelo Instituto do Rádio da Faculdade de Ciências de Paris chegavam a conter 0,1mg de 226Ra, generalizou-se por todos os cantos do mundo.

Fizemos algumas considerações introdutórias singulares, conducentes à formulação de considerandos integráveis no conceito de radioactividade natural.

O tempo que caracteriza que uma dada quantidade de material radioactivo scendo alguns conceitos possibilitantes duma melhor compreensão, iremos dedicar-lhe a nossa atenção no que concerne à sua contribuição proveniente de materiais de construção.

Muitos trabalhos se tem processado com o fim de se indagar dos efeitos potenciais para a saúde devidos ao radão no interior das casas, dado o seu débito ser por v

Estes níveis elevados podem exceder os valores aconselháveis, chamemos-lhe assim (ICRP 60) e estão associados com um número de factores, incluindo a porosidade do solo, o seu conteúdo de urânio e dos materiais de construção, tipo de construção relativo a ventilação natural ou forçada, etc..

A água para fins domésticos e sistemas abastecedores de gás deverão também ser considerados quando for caso disso, como potenciais fontes de radão.

O radão 222 inalado e os seus descendentes, polónio 218 chumbo 214, bismuto 214 e polónio 214 que fazem parte do seu "cortejo", contribuem em média para sensivelmente 50% da irradiação natural a que o homem fica sujeito, considerando mesmo, que se está a entrar em consideração com as origens artificiais de etiologia a mais diversa possível.

Esta contribuição é muito variável, podendo ser fortemente aumentada o que explica a importância singular deste elemento.

Põe-se a pergunta, como é que se forma o radão?

Duma maneira geral podemos dizer que o radão se forma no seio das rochas e materiais de construção por desintegração do 238 U ( que dá origem a uma série de elementos de filiação):-O tório 230 o rádio 226 e o 222Rn.

Devido às suas propriedades, passa facilmente nos fluidos, (ar ou água). Depois mediante um processo de difusão entra na constituição da atmosfera, com os seus descendentes, devido à conjunção de vários mecanismos e fenómenos físicos sobre as moléculas e partículas ultramicroscópicas acabando por vir a ser inalado sob a forma de aerossol atmosférico.

Relativamente à pergunta que me fez, dir-lhe-ei que a concentração do radão varia na atmosfera e no interior das habitações, por razões a que nalguns casos já fizemos referência.

Considerando um edifício, por exemplo residencial, poderemos considerar entre outros os seguintes factores: - A natureza do solo e dos materiais de construção, a temperatura ambiente, a pressão atmosférica e a ventilação.

Ironicamente a natureza faz com que as eventuais economias energéticas possíveis graças a um melhor isolamento dêem origem, ou favorecem em certas regiões um aumento considerável e da irradiação da população, muito mais importante que a adveniente da produção de electricidade de natureza nuclear.

Há dados disponíveis pelo Comité Científico das Nações Unidas que referenciam por exemplo, que concentração de Rn em regiões temperadas como da ordem de 20Bq.m-3, e que no caso da Suécia poderá atingir valores da ordem de 10kBq.m-3( de ar)

Não faz sentido, transmitirmos ou tentarmos transmitir algumas considerações evidenciantes da nocividade do radão, sem no nosso caso deixarmos de dedicar algumas linhas ao urânio e consequentemente ao rádio, peças integrantes do nosso Património Geológico e Mineiro, corolário dum escol científico de tão elevado gabarito .
...(continua)
http://www.sppcr.online.pt/radao.htm


Por J. Quintela de Brito


Agora pergunto eu:
Se somos afectados pelo Urânio no estado em que se encontra...porque não permitir a sua exploração?
Se esta acontecer, serão utilizadas todas as formas de prevenção (filtros, etc), e ai, penso eu, estariamos mais do que nunca protegidos contra as irradiações...Isto já para não falar, que se este investimento acontecer, Nisa concerteza irá evoluir muito a nivel socio-económico.Ou será que estes trabalhadores não dormem, nem comem?!

Vamos lá todos reflectir a sério, e vejam lá o que é melhor: Morrermos pelo que estamos já expostos, ou ajudar na sua extracção, em que as normas exigidas por lei, por si só, nos protegem muito mais do que no estado que está!?
FILHOS DE NISA! ACORDEM...........


PS- Gostaria igualmente de perguntar aos "verdes" que cá vieram fazer uma manifestação contra o urânio, porque é que no final da manifestação, deitaram para o chão (valas) os cartazes de plástico e afins, que até há muito pouco tempo foram devidamente apanhados e reciclados?!É essa a vossa noção de ecologia?!
Desses não precisamos!Já cá temos muitos!

44 comentários:

  1. Anónimo3.1.10

    Imagino estes opinadores e frequentadores a discutir esta questão. Nem sabem falar, tão pouco escrever... isto é mesmo para ir!

    ResponderEliminar
  2. Sá Carneiro3.1.10

    Pois é isso!Como nós somos muitos burrinhos e ignorantes, vamos pedir aos que não são de cá, para nos explicarem melhor e, por sua vez,pedir que nos ajudem a decidir o que é o melhor para a nossa santa terrinha...
    E se fores quem eu estou a pensar, já devias era ter ido há muito tempo!Pois a falta que cá fazes é como a fome!!!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo3.1.10

    exploraçao do uranio em Nisa nao obrigado.

    ResponderEliminar
  4. Isto até já me dá vontade de rir!Querem acreditar que passaram o Domingo todo a enxovalharem-me?!Mas esta gente é muito esperta, escrevem tais barbaridades que eu infelizmente, não posso publicar!E assim ninguém vai tendo noção do que me chamam e dizem!Mas alguém vos obriga a virem aqui?!Ou já estão como o outro que diz que não se vai embora, porque não o deixam? lol
    Agora vêm dizer-me para ver o telejornal, que hoje faz anos, que muitos fugiram, como o Dr Alvaro Cunhal, e esses sim é que eram os maiores...pois, eu até lhes digo que têm alguma razão, retornando aquele tempo!Agora o que acontece é precisamente o contrário!Eles é que oprimem, chulam, usam e massacram...
    Basta ver o que se passa em Nisa!A quantidade estupida de gente que já veio ter comigo a dizer-me precisamente que não se expôem por medo de perder o que têm...

    Também me dizem que passo o tempo todo a dizer mal da Presidente. Até agora que eu me lembre e não tenho Alzheimer, apenas disse que não confio nela, porque já me senti enganada, algumas vezes...Não disse, nem mais, nem menos...não sou cobarde aos pontos de vir para aqui falar mal de alguém, sem me identificar e dar a oportunidade de a outra parte se defender...
    Não disse mais nada, Filhos de Nisa!
    Apenas apresento situações que são da competência da Câmara, isso não implica falar mal da Senhora Presidente...
    Implica apenas apresentar a situação, e não é à Presidente,não façam o poder girar apenas à volta dela, é AO EXECUTIVO...
    Senão, um dia destes chego à Reunião da Assembleia Municipal e também me vêm dizer que a culpa do estado de Nisa é minha, e tenho que pagar as dividas...lol...santa paciência!Eu não odeio a mulher!Vamos lá a ver se nos entendemos...
    Não ponham palavras na minha boca que eu não digo!
    Chego é à conclusão que este blogue mexe mesmo muito com o poder local (nunca eu pensei), e estão a ver se o controlam...NEM QUE SE PINTEM DE AMARELO...Isto aqui, não é uma ASSOCIAÇÃO DE NISA...
    Beijinhos para todos esses cobardes que tiraram o Domingo, para me dar mais importância a mim, do que a toda a sua familia e amigos...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo3.1.10

    Levanta-se uma questão, um tema, depois fala-se de tudo, menos no assunto levantado! Que raio de gente de moderação é esta? E a menina que deveria dar o exemplo retribui na mesma moeda. O que tem feito é espalhar brasas nada mais, como pode constatar-se. Tem responsabilidades para as quais não está minimamente preparada e tem criado confusões onde elas não existem. A questão da exploração de urânio está defenitivamente arrumada, não ouviu o ps, o bloco, o psd, o pcp e até cds. A nivel nacional quais são as orientações? Do partido socialista e dos restantes com acento parlamentar? Também não sabe provavelmente.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo3.1.10

    exploração em nisa sim obrigado

    ResponderEliminar
  7. Está visto que para vocês, só conta a opinião dos partidos!Eu estou a perguntar aos filhos de Nisa o que pensam...ou será que o 25 de Abril continua a não passar por aqui?!Isto não é o "plenário" do Pé da Serra, nem as Associações de Nisa...Aqui, não mandam...opinam e é porque me dá prazer mostrar o que vocês valem...Vejam o "Avatar" que isso passa-vos!lol
    Assim se vê a quem pertence Nisa!Como se pode ver, infelizmente, não é dos Nisenses...
    Mas aqui no blogue, quem manda sou eu!E aqui publico o que eu achar que é importante...tá!?Beijinho muito grande

    E gostava de dizer a quem me anda ameaçar, que eu já estou a tremer cheia de medo!Vocês escumalha (não os verdadeiros filhos de Nisa), esquecem-se que eu tenho tudo aqui muito bem guardadinho...Rejeito mas guardo :)

    ResponderEliminar
  8. Anónimo4.1.10

    Bem Margarida!Grande boca!Mandá-los ver o Avatar é demais para cabeças tão pequinas que só se vêm ao microfone!
    Pelas mensagens que temos lido por aqui, tens-lhes posto o cú assar...Grande Margarida!Estou contigo.Era só já o que faltava era querem mandar aqui também...hehehehhe

    ResponderEliminar
  9. Anónimo4.1.10

    Eu concordo porque traria mais emprego, nós jovens sempre podiamos ir para as minas e com o desenvolvimento poder-se-ia arranjar uma casa de meninas que bem falta faz, com a devida higiene e aprumo. Os mineiros deixariam la dinheiro, traria gente das redondezas e assim escusamos de ir á espelunca de vila velha.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo4.1.10

    O anónimo das 22:44 deve estar a doer-lhe qualquer coisa...deve ter sido a do Dr Alvaro Cunhal...lol

    ResponderEliminar
  11. Valentim loureiro4.1.10

    Isto é tudo mentira!E Ai de quem disser o contrário!Mentirosos!

    ResponderEliminar
  12. Anónimo4.1.10

    Vila Velha!?Ir às meninas!?Urânio!?
    Valha a Nossa Senhora!!!

    ResponderEliminar
  13. A minha primeira reacção ao ver este assunto colocado no blogue é de grande PREOCUPAÇÃO, por temer que ele não seja aqui abordado com a responsabilidade, a ponderação, o equilibrio e a lucidez, que a sua importância para o concelho exije.

    Atenção meus irmãos, este não é um assunto MENOR, antes pelo contrário, nada de superficialidade e ligeireza na sua abordagem.

    Só deveremos emitir opinião depois de nos informarmos (não somos burros, e se este não é um assunto «corriqueiro», que exige algum conhecimento, no entanto, qualquer um se pode informar. Na internet existe abundante informação sobre o assunto), especialmente sobre os malefícios do urânio sobre o ambiente e a vida das populações.

    Vocês já pensaram no que seria NISA com uma mina de urânio em exploração a «céu aberto» praticamente «dentro de portas»? Em minha opinião seria o FIM de um concelho que tem problemas SIM, mas também tem potencialidades.

    Vejamos como exemplo o que aconteceu com uma situação semelhante na URGEIRIÇA, terra para onde e onde ninguém quer ir, em que os poucos que restam há anos que sofrem a bom sofrer. APENAS PORQUE ALGUÉM DECIDIU MEXER NO URÃNIO QUE ESTAVA SOSSEGADO DEBAIXO DA TERRA E NÃO FAZIA MAL A NINGUÉM. E o que é que aquela gente ganhou? NADA. Só sofrimento.

    Ficou provado que os custos sociais são imensamente superiores aos benefícios financeiros, excepto para os promotores do empreendimento. É sempre assim, infelismente.

    O assunto merece ser discutido SIM, o «problema» existe, não adianta metermos a «cabeça na areia». Peço á administradora do blogue que mantenha os comentários centrados no assunto e não permita a habitual divagação para os «fait - divers».

    EXPLORAÇÃO DO URÂNIO EM NISA, NÃO!!! (muito menos «a porta» das nossas casas). CUIDADO!!!

    Voltarei.

    ResponderEliminar
  14. Anónimo4.1.10

    Na Urgeiriça, aconteceu assim e continua a acontecer, pois só pensaram no dinheiro e não exigiram normas de segurança que até à altura em que se iniciou essa exploração, ainda não eram conhecidas...
    Se o estado Português meter na cabeça que é aqui que está a salvação para grande parte das nossas dividas, podem berrar com fartura e irem embora à vontade, que entra-lhes a 100, sai a 200...
    E por um lado, é muito bem feito!Assim percebem o que andam a fazer a Nisa há tantos anos!Fazem o que vos dá na gana, sem querem saber a opinião do povo!
    Este post está muito bem metido!Nós o povo queremos dizer o que pensamos, e deveriamos ser os primeiros a ser ouvidos, sem alterações de votos!!!É a LEI do CARMA!Aqui se faz!Aqui se paga!
    Bem hajam

    ResponderEliminar
  15. Anónimo4.1.10

    Este local cada vez fica mais caricato, no mínimo. Se bem me lembro era a nossa querida gestora do blogue que defendia o NÃO AO URÁNIO com unhas e dentes, talvez umas idas à manicure e ao dentista lhe tenham mudado as ideias...

    Pierre Currie

    ResponderEliminar
  16. Que eu saiba ainda não opinei...faço a pergunta ao povo de Nisa.E quando digo "acordem", é no sentido de levarmos com muita seriedade o assunto...
    Isto aqui, não é o diz que não disse!
    Não sou, nem nunca fui daqueles que vai para onde a maré o leva...ou por outra, vira casacas!
    Eu não sou nem contra, nem a favor do urânio!Sou a favor de Nisa!A decisão que for melhor para Nisa será a minha...respondi-lhe?
    Nice!

    Currie Pierre

    ResponderEliminar
  17. Anónimo5.1.10

    Alguém me explica porque não querem a exploração do urânio?Se morrem pessoas quer aquilo fique como está, quer lá vão mexer, alguém me diz a que convém que isto esteja abafadinho?

    ResponderEliminar
  18. Uma bruxinha5.1.10

    Nisa, uma Vila em que todos brincamos por "ser o centro do mundo"...irá tornar-se nisso mesmo!
    - Os Estados Unidos são os maiores dependentes de Petróleo do mundo.Querem acabar com essa dependência.
    - Portugal está endividado até aos "ossos" e se assim continuar, vai haver um colapso politico, economico e social, se é que não existe já.
    - Portugal tem no seu território jazigos de Urânio que interessam aos Estados Unidos. Porquê?
    Os EUA querem terminar com grande parte da dependência petrolifera. Essa solução passa por comprar o Urânio a Portugal, para transformarem em energia Nuclear.
    Onde entra Nisa? É precisamente em Nisa que se encontram os maiores jazigos de Urânio.
    - Para que percebam, Nisa que já não tem ponta por onde se lhe pegue, irá acabar por se tornar o centro do mundo!
    - Se é bom ou mau, não sei. Mas sei que só no final de 2009,fecharam mais três comercios em Nisa. Não vejo, sinceramente, forma de Nisa se desenvolver. Não me digam que é agora, na situação que se encontra o sistema, que Nisa vai ser a Vila Modelo de desenvolvimento por causa de novos projectos de bordados, barro, cursos de formação sem colocações e saidas profissionais (o mercado estado a "transboradar" e não há onde colocar mais gente)...e os fundos comunitários que nos dão para fazer obras como as da Devesa, não vão trazer emprego a ninguém...
    - Qual é o futuro de Nisa? Vamos andar a passear em praças e pracetas, a olhar uns para os outros cheios de fome e endividados, a dormir nas ruas, porque o banco já nos ficou com as casas?
    Não se riam!Isto já acontece!Não se nota muito, porque o nosso povo estava habituado a cultivar, a ter gado e grande parte do nosso povo, ainda leva umas sacas de batatas para casa que os avós ainda vivos plantam a muitos esforço, etc...podem continuar a rir, mas a realidade é essa!
    - Eu tive a sorte de ter uma familia com bens, que com muito trabalho ainda asseguram a nossa estabilidade.Mas nem todas as pessoas têm essa sorte.
    - Quando vi a quantidade de gente nos Estados Unidos a visitar o meu blogue, achei o máximo!
    Temos Nizorros na América? Desconheço essa realidade!
    - Eles andam em "cima" de nós meus amigos...
    O Blogue é visto por todo o mundo. Nisa dá um passo e eles sabem. Desde o estado português que se faz de "parvo" aos Estados Unidos!
    Vejam os gráficos do blogue e raciocinem...
    Nem eu, nem vocês somos assim tão importantes para corrermos o mundo a ser "observados" e atingirmos em 53 dias mais 20000 visitantes!
    - Enquanto andamos feitos parvos a atacar-nos uns aos outros, a informação circula e nós, tapadinhos, nem sabemos o que nos espera...
    Se calhar este blogue é muito importante, mas do que eu própria penso...

    Nisa, nunca imaginei, que um dia se tornasse mesmo no centro do mundo...
    Guardem estas minhas palavras e num futuro próximo falaremos...

    O meu primeiro livro, foi escrito quando fiz 16 anos. Chama-se "Imaginações Férteis", se calhar é isso que tenho! Só não percebo é porque é que tudo o "sinto e visualizo acontece"!
    Já sei!É das Minis!Mas olhem que eu só bebo às sextas...
    Quando criei este blogue, não foi com o objectivo de "lavar a roupa" a ninguém...se calhar, foi para me despertar a mim e todos aqueles que me rodeiam!Isso não acontece porque sou importante. Um dia, quando puder, hei-de contar-vos porque sei o que sei...
    Apenas gostaria que pensassem nisto e que se lembrassem que aqui não há culpa, nem culpados!
    É apenas a ordem das coisas...


    Margarida Oliveira

    ResponderEliminar
  19. E os Americanos enviaram-nos para cá um espião hoje, foi um carro do Google Earth.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo5.1.10

    Esses gajos trazem essas "evolução" para distrair...é obvio que esse trabalho está a ser feito no pais todo...mas há por aqui qualquer coisa que não anda a bater certo...

    ResponderEliminar
  21. Anónimo6.1.10

    Quem vai trabalhar p/ as minas?
    De certeza que ñ és tu Margarida. São emigrantes mal pagos que trabalham de sol a sol sem qq tipo de garantias. Para alem disso uma exploração a ser feita, é por pouco tempo. Depois da exploração, é como sempre neste tipo de negocio, eles levam o lucro e nós ficamos o risco.

    Queijo sim, urânio não.

    ResponderEliminar
  22. Chipum6.1.10

    Cara Margarida, acho dificil perceber o que quer dizer....mas ri bastante!

    ResponderEliminar
  23. Sr. P.C. ou Chipum,
    O senhor deveria ser aquele que não se deveria rir mesmo, estando o senhor directamente ligado há área do Ambiente da câmara, deixa-nos muito a desejar, pois, concerteza será dos 1º a dar à sola...
    O que quis dizer, é que Nisa, se tivesse muito desenvolvida, a nivel socio economico (industrias, etc) e não só, nós teriamos muito mais condições para "batermos o pé" e argumentar contra a exploração do urânio!Como Nisa está com "os pés pá cova", porque está, e não me venham com associações cheias de futurismos, no dia que o estado Português puser na cabeça que quer explorar o Urânio em Nisa, não chore muito que eu ajudo-o a fazer as malas...
    É obvio!Que só atinge quem pode e não quem quer...
    Saudações Nisenses e ria agora!
    Pois está a rir-se da sua mas principalmente da nossa desgraça!

    ResponderEliminar
  24. Anónimo6.1.10

    Ai! Mulher!
    Dá-lhe agora!
    Afinal há gente inteligente em Nisa!
    Ó pessoal, vão ler o Jornal de Nisa Blog que tem lá uma publicação sobre o autocarro da Câmara fantastica ;)

    ResponderEliminar
  25. Chipum6.1.10

    AHAHAHAHAHAH! Sou o quê da Câmara!???? .....agora ri bem mais!

    A margarida deve tar com interferência nas suas antenas de pseudo-vidente! Ou a sua cegueira nessa insistente e deveras interessante conceptualização do poder local - "aqui não há culpa, nem culpados!
    É apenas a ordem das coisas...", que gostaria que explica-se com mais pormenor - não lhe permite aceitar que a ordem das coisas é por todos nós veiculada! E com esta sua afirmação de que pertenço a um gabinete camarário, e mais do que isso, o apontar de iniciais de quem potencialmente sou é um bom indicador da Ordem que a Margarida dá a este espaço e do propósito que persegue. Se bem que acredito que o deslumbramento que mostra consigo mesma a impeça de raciocinar para além do centro do seu mundo, que muitas vezes se confunde com o seu umbigo....enfim.

    Fica aqui sabendo que não sou o P.C., aliás...curiosamente, nem Sr. sou!

    Não tenho muito tempo de comentar devidamente o assunto sério que aqui se discute por trás do "show-of", mas deixo aqui uma preocupação que me assola quando percebo que para muita gente mais vale vender a "alma ao demónio" e ir mesmo contra aquilo que aparentemente outrora defendeu, e assumiu como seu princípio. Pensar em alternativas de desenvolvimento SUSTENTÁVEL é algo complicado, eu sei!

    Uma boa tarde

    ResponderEliminar
  26. Anónimo6.1.10

    A noticia de primeira pagina do site do Jornal de Nisa data de 2009-11-30. De quinzenal passou a mensal e de mensal passou a trimestral. Qualquer dia é anual.

    http://kymioattack.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  27. Anónimo6.1.10

    O sr.(a) Chipum deveria ter escrito "explicasse" e não "explica-se". Ai ai ai esse português ...

    ResponderEliminar
  28. Isto é espectacular!!
    Eu expliquei o que queria dizer e fiz-me entender, mas por ai o sr não pega...não lhe interessa ir por ai!Mas tudo bem.
    Mas eu ando a perseguir quem e o quê?
    Com esta é que eu me farto de rir...eu não sou a pide, meu amigo!
    Quer dizer-me que ando a perseguir a câmara?!
    Como dizem os algarvios: "Ma que jête"?
    Há muito boa gente a trabalhar na Câmara!
    Há muita gente responsável a trabalhar na Câmara!
    Há boas decisões tomadas por parte da Câmara!
    Assim como há péssimas!
    Tentam generalizar as coisas para justificar o injustificável...Tentam afirmar injustamente que eu persigo a Câmara em particular a CDU. Você está maluco, só pode!
    Como não conseguem explicar certas coisas, a desculpa é que a margarida persegue a Câmara.Haja paciência!
    Sou eu que faço as coisas que aparecem mal feitas?Como a da estátua do Dr Miguéns?Sou eu que ponho mal os sinais? Veja no estado que está a Rua dr Júlio Basso que até os vasos de ferro já estão encostados à parede...diga-me, fui eu que os empurrei?!
    Fui eu que fui despejar o entulho e fiz as lixeiras? Mas que raio! Eu confundo-me com o meu umbigo?!
    Sou eu que digo às pessoas para estarem caladas, pois podem ser despedidas?!
    Vidente!? Se eu soubesse mesmo a verdadeira arte da feitiçaria, quem já tinha tratado de resolver muitos assuntos em Nisa era eu!Acredite em mim!
    Vejo as coisas e tento mesmo, acredite, por-me dos dois lados, mas nem sempre é fácil!
    Não estou deslumbrada comigo!Até porque sei que tenho muitos defeitos e por isso também falho...
    Sou humana. Se já tivesse aprendido a lição toda, já tinha morrido...
    Carissimo, continuo a dizer-lhe, que nós vamos ser invadidos por "glutões que estão cegos pelo poder" e pelo dinheiro que podem ganhar "à nossa pála"!Para ver isso, não é preciso ser vidente...

    Um bom trabalho para si, e tenha uma boa tarde!

    ResponderEliminar
  29. Sá Carneiro6.1.10

    Eu também ainda não percebi, onde é que este blogue vos chateia tanto.
    A moça escreve e mostra o que está mal e todos vemos que está mal!
    Quem vem para aqui com parvoices não é ela. Ela não ofende ninguém. Ou ofende?
    Que querem vocês? Que vos abane a cabeça como a maior parte faz, quando lá no fundo, a vontade que têm é de dizer que não, como ela faz?
    A quem interessa que este blog acabe?
    Eu sou de Nisa, acho que está aqui um bom trabalho que até tem ajudado a autarquia e a nós próprios. Não percebo porque não compreendem que dizer que algo está mal, não implica dizer que quem faz, é isto ou aquilo. O correcto é isso mesmo.Chamar a atenção e corrigir.
    Mas afinal qual é o vosso problema?
    Não gostam que alguém fora do vosso nucleo mostre que sabe fazer qualquer coisa de bom?
    Se o problema é esse, levem os louros todos, mas façam as coisas correctas.
    Não vos interessa, não é?
    Eu entendo. Em Nisa deveria haver aulas de Democracia e liberdade de expressão...
    Lá está, como se diz por ai, o 25 de Abril ainda aqui não chegou!

    ResponderEliminar
  30. Anónimo6.1.10

    Isto sim, é que deveria passar por aqui...
    O povo não é humilde. Não sabe reconhecer um erro e muito menos perdoar!Aprendam que ainda vão a tempo!

    "O texto impedia que o vencimento do Chefe do Estado fosse «acumulado com quaisquer pensões de reforma ou de sobrevivência» públicas que viesse a receber.

    Sem hesitar, o visado promulgou-o, impedindo-se de auferir a aposentação de militar para a qual descontara durante toda a carreira.

    O desconforto de tamanha injustiça levou-o, mais tarde, a entregar o caso aos tribunais que, há pouco, se pronunciaram a seu favor.

    Como consequência, foram-lhe disponibilizadas as importâncias não pagas durante catorze anos, com retroactivos, num total de um milhão e trezentos mil euros.

    Sem de novo hesitar, o beneficiado decidiu, porém, prescindir do benefício, que o não era pois tratava-se do cumprimento de direitos escamoteados - e não aceitou o dinheiro.

    Num país dobrado à pedincha, ao suborno, à corrupção, ao embuste, à traficância, à ganância, Ramalho Eanes ergueu-se e, altivo, desferiu uma esplendorosa bofetada de luva branca no videirismo, no arranjismo que o imergem, nos imergem por todos os lados.

    As pessoas de bem logo o olharam empolgadas:

    o seu gesto era-lhes uma luz de conforto, de ânimo em altura de extrema pungência cívica, de dolorosíssimo abandono social.

    Antes dele só Natália Correia havia tido comportamento afim, quando se negou a subscrever um pedido de pensão por mérito intelectual que a secretaria da Cultura (sob a responsabilidade de Pedro Santana Lopes) acordara, ante a difícil situação económica da escritora, atribuir-lhe. «Não, não peço. Se o Estado português entender que a mereço», justificar-se-ia, «agradeço-a e aceito-a. Mas pedi-la, não. Nunca!»

    O silêncio caído sobre o gesto de Eanes (deveria, pelo seu simbolismo, ter aberto telejornais e primeiras páginas de periódicos) explica-se pela nossa recalcada má consciência que não suporta, de tão hipócrita, o espelho de semelhantes comportamentos.

    “A política tem de ser feita respeitando uma moral, a moral da responsabilidade e, se possível, a moral da convicção”, dirá. Torna-se indispensável “preservar alguns dos valores de outrora, das utopias de outrora”.

    Quem o conhece não se surpreende com a sua decisão, pois as questões da honra, da integridade, foram-lhe sempre inamovíveis. Por elas, solitário e inteiro, se empenha, se joga, se acrescenta - acrescentando os outros.

    “Senti a marginalização e tentei viver”, confidenciará, “fora dela. Reagi como tímido, liderando”.

    O acto do antigo Presidente («cujo carácter e probidade sobrelevam a calamidade moral que por aí se tornou comum», como escreveu numa das suas notáveis crónicas Baptista-Bastos) ganha repercussões salvíficas da nossa corrompida, pervertida ética.

    Com a sua atitude, Eanes (que recusara já o bastão de Marechal) preservou um nível de dignidade decisivo para continuarmos a respeitar--nos, a acreditar-nos - condição imprescindível ao futuro dos que persistem em ser decentes."

    ResponderEliminar
  31. Castelo de Vide em Lisboa6.1.10

    Este blog ainda não atingiu o pico de má lingua que falam. Ora vejam o blog de Castelo de Vide e vejam o que é bom pra tosse!!!
    Ele é asneiras.Ele é ofensas!Ele é difamação ao mais alto nivel!
    Acho que aqui só houve uma gafe. Os autores não se esconderam atrás de um Nick.
    Para mim isso é muito importante e não é defeito. O que dizem é à frente, por isso, é uma honestidade enorme.
    Vão ver!E aproveitem dêm uma voltinha por outros do concelho, que até põem os autarcas a fazer parte do presépio.
    Deixem as pessoas falar e não marginalizem o que é ter opinião própria!

    ResponderEliminar
  32. Anónimo6.1.10

    Deixem-se de ilusões com a criação de empregos e pensem na vossa saúde e na dos vossos filhos. Quando a extracção começar, depressa de esquecem das normas de segurança e depois somos nós a sofrer.

    Vejam esta petição dirigida ao Sr. Presidente da Assembleia da República:

    Vivemos numa permanente angustia de não saber o dia de amanhã. Sabemos da apetência do poder económico pelas nossas terras pelo lado que pensamos ser mais negativo, o urânio. Há uns tempos para cá, num dia dizem que a exploração de urânio vai reabrir, noutro sossegam-nos e dizem que o governo aposta nas limpas... Há abertura de concurso, a população, movimentos sociais, organizações ambientalistas manifestam-se, há debate e esclarecimento. Chegamos à conclusão que não queremos este tipo de "desenvolvimento" para o nosso lugar de tantas gerações. Queremos que os nossos filhos continuem perto de nós; já chegam os poucos que restam, não nos podem continuar a eliminar! Não podemos viver nesta insegurança do boato.

    Somos um grupo de cidadãos preocupados com a saúde e desenvolvimento sustentável deste concelho, queremos que este tome o caminho certo, o qual pensamos estar de certa forma identificado e não passa pela exploração do urânio a céu aberto a menos de 2 km da sede do concelho. O desenvolvimento sustentado que defendemos passa por outro tipo de recursos; o tão famoso queijo de Nisa, o património natural e ambiental livre de focos de poluição. O projecto termal, o turismo de saúde e o Geoparque no qual somos parte integrante.

    Durante anos e anos à semelhança de outras zonas do interior nunca beneficiamos de desenvolvimento algum, quase sempre exclusivo da zona litoral e dos grandes centros urbanos. Pensamos que neste momento estão criadas as condições base para um desenvolvimento económico-social e cultural que todos ambicionamos para a região.

    Pretendemos assim de facto com esta petição que haja uma profunda reflexão antes de qualquer decisão que possa hipotecar o futuro promissor deste concelho.

    ResponderEliminar
  33. Chipum6.1.10

    Anónimo das 13:14, obrigado pela correcção.

    Acho que há aqui alguma confusão…
    Margarida, entendi o que disse, foi uma ironia quando disse “….acho dificil perceber o que quer dizer…”! E no post seguinte a alusão a ser vidente foi uma pequeno jogo de palavras ao seu post onde afirma “Só não percebo é porque é que tudo o "sinto e visualizo acontece"!”, e ao facto de acreditar piamente que sabe quem sou. Acho que não é preciso fazer-lhe um desenho para perceber…mas não “vou pegar por aí”.
    Como lhe disse, não tive tempo para discutir a sustentabilidade de um projecto de exploração de urânio e a sua relação entre os ganhos económicos e a exploração ambiental e os seus custos para a qualidade de vida e a característica tradicional de um concelho que pela sua natureza e riqueza ambiental se afirma e pretender divulgar como um concelho com qualidade de vida e bem-estar humano (que é muito mais que sermos todos muito ricos!).
    Quanto à questão da perseguição, caso note não a acusei de perseguir ninguém, nem mesmo a Câmara que seria o alvo mais fácil de apontar se fosse esse o caso. Mas sim um propósito - Aquilo que se pretende alcançar ou realizar. = INTENTO, PROJECTO!, TENÇÃO (HTTP://WWW.PRIBERAM.PT/DLPO/DEFAULT.ASPX?PAL=PROPÓSITO). E SE O PROPÓSITO DESTE ESPAÇO É MERITÓRIO, MUITAS VEZES PERDE-SE POR CAMINHOS QUE NADA DE BOM ABONAM PARA A DISCUSSÃO E PARA A REAL MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA DOS NISENSES…MAS TAMBÉM NÃO “VOU PEGAR POR AÍ”. ACREDITO QUE TENHA TIDO UM LAPSO NA INTERPRETAÇÃO DO MEU SIMPLES TEXTO.

    NÃO GENERALIZO AO CONTRÁRIO DO QUE MUITO SE FAZ POR AQUI. MUITO MENOS ATENTO CONTRA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DEMOCRACIA DESTE ESPAÇO, CARO SÁ CARNEIRO. SE O FIZ GOSTARIA QUE ME APONTA-SE OS EXCERTOS DOS COMENTÁRIOS ONDE O FIZ PARA RETIRAR E ME DESCULPAR SE ASSIM ACONTECEU.
    TAL COMO PREZO ESSA LIBERDADE, SOU RESPONSÁVEL POR AQUILO QUE DIGO, NÃO GENERALIZANDO E NEM RELATIVIZANDO. QUANDO NÃO SEI NÃO FAÇO AFIRMAÇÕES DOGMÁTICAS SOBRE O ASSUNTO, NEM TEXTOS REDUNDANTES QUE POUCO ESCLARECEM E QUE PARECEM QUE SÓ ACENDEM MAIS UMA FOGUEIRA ONDE HÁ MUITO FUMO MAS POUCA BRASA!

    MARGARIDA VOLTO A ESCLARECER QUE NÃO SOU SR. E QUE DEIXE LÁ O TAL DE P.C. EM PAZ, QUE ESSE SIM SE PODE SENTIR PERSEGUIDO E ACUSADO DE NÃO SEI BEM O QUÊ. DESCONHEÇO QUEM SEJA ESSE SR. SEQUER.
    E SÓ SEREMOS INVADIDOS POR GLUTÕES SE NÃO OS COMERMOS PRIMEIRO NÉ? HUM…DÁ QUE PENSAR.
    AH! NÃO FAÇO INTENÇÕES DE FUGIR DE NADA, MUITO MENOS DE NISA, GOSTO DE CÁ ESTAR E RECOMENDO A MUITO BOA GENTE QUE NOS VISITE E QUE PARA CÁ VENHA E FAÇA DESTA TAMBÉM A SUA CASA.

    ResponderEliminar
  34. Anónimo6.1.10

    O Chipum é o nossa grande revolucionário do Bloco de Esquerda ouviste, ó cachopa!

    ResponderEliminar
  35. Já vi é que anda tudo a dizer o mesmo!Só que há muitas "dialécticas alentejanas".
    Chipum, penso como tu em muitos aspectos, noutro nem por isso.Por isso se diz que da discussão vem a luz...
    Deturpei o que disse, talvez. Peço desculpas se lhe chamei alguma coisa que não gostou!O certo é que somos todos senhores e senhoras do que é nosso, lol.
    Ainda bem que compreende que cada um é responsável pelo que diz. Infelizmente, às vezes, querem que assuma o que outros dizem. Jamais o farei. Eu dou a cara porque ainda acredito que um dia, o povo que eu conheço desde que nasci, deixará de ser como é. Gostava que fossem verdadeiros como eu, e se é ai que se refere ao meu umbigo, dou-lhe razão. Gostava mesmo que as pessoas, nesse sentido, fossem como eu e não veriamos coisas como vemos por esse mundo fora...
    Quanto à "mania" que sou vidente, deixarei de a ter!Resolvi começar a ter o proveito!lol
    Tem tudo a ver com o meu curso de enfermagem...hihihihhi
    Outra coisa interessante!Nunca vi tanta gente a "ironizar".Nisa está a ganhar sentido de humor!
    Será porque todos temos carapuças e nos podemos rir (uns mais que outros) uns dos outros!?
    Espectacular!
    Quanto ao Urânio, não há nada na vida que tenha o seu lado bom e o seu lado mau...
    Defendo a vida, a saúde, o ambiente e tudo o que faça do mundo algo cada vez melhor...mas infelizmente, já se junta tudo em Copenhaga...hummm.Passa-se ai qualquer coisa que me está a fugir ao lado!
    Urânio?! Em Nisa?!
    Prefiro que o levem todo daqui pra fora e Nisa tenha saúde, que mais não seja para os meus filhos e talvez netos...Assim como está, não é solução também!Continuam a morrer pessoas com cancro no estado em que se encontram as minas a Céu aberto.
    Todos falam do Urânio como se fosse algo que como está, não faz mal a ninguém...

    O URÂNIO É UM CANCRO MALIGNO. QUANDO ISSO ACONTECE JÁ SE SABE. OU O TIRAM (E CORTAMOS O MAL PELA RAIZ) OU ELE SE CONTINUARÁ A ESPALHAR POR AI COMO SE FOSSEM METASTESES (E CONTINUAMOS A MORRER TODOS MAS MUITO LENTAMENTE)!
    APREGOEI O NÃO AO URÂNIO!É VERDADE!MAS NÃO VOU DIZER QUE COMO ESTÁ É QUE É BOM!AI SIM, EU SERIA MUITO HIPOCRITA E MÁ...
    ANDA MEIO MUNDO A ENGANAR MEIO MUNDO E TUDO A ASSISTIR!

    QUANTO AOS GLUTÕES, VEJAMOS QUEM TEM RAZÃO!SE NÃO MORRERMOS TÃO CEDO, TALVEZ UM DIA DIGA QUE A ENFERMEIRA ERA MESMO BRUXA...

    Obrigada por este bocadinho.Sinto-me muito melhor...lol

    Eu não digo nem sim, nem não ao urânio!

    Digo NÃO AO CANCRO...

    ResponderEliminar
  36. Anónimo6.1.10

    trocas-te toda

    ResponderEliminar
  37. Anónimo6.1.10

    Faço das tuas palavras as minhas” O URÂNIO É UM CANCRO MALIGNO. QUANDO ISSO ACONTECE JÁ SE SABE. OU O TIRAM (E CORTAMOS O MAL PELA RAIZ) OU ELE SE CONTINUARÁ A ESPALHAR POR AI COMO SE FOSSEM METASTESES (E CONTINUAMOS A MORRER TODOS MAS MUITO LENTAMENTE)!"
    E lembro que este concelho deve ser o que mais casos de cancro tem a nível nacional.
    PORQUE SERÁ?..

    ResponderEliminar
  38. "se não te calas vais pra rua"

    Não percebi essa!
    Mas eu sou de Nisa

    ResponderEliminar
  39. Sá Carneiro6.1.10

    Chipum, ela é que olha para o umbigo?! Ela é que tem a mania que é o centro do mundo?!...eu não estava a falar para si!
    Estava a falar para todos os que aqui vêm atacar a miuda...ela publica a verdade, ou será que as fotos são montagem?!
    Quando passo na rua e vejo com os meus olhos as obras da devesa com um valor apresentado no jornal de Nisa, outro valor no placar da QREN e agora, o reforço que estão agora a pedir pois o dinheiro já ultrapassou o previsto,também sou eu com alucinações!?
    Toda a gente vê meu amigo. Já não enganam ninguém!
    Um abraço e lembre-se que o mundo não gira, o que gira é a imaginação de algumas pessoas.

    ResponderEliminar
  40. "se não te calas vais para a rua"...é uma nova música que está a ser ensaiada ...lol
    Sai brevemente bem fresquinha, mas acho que esta ja vai ter alguém a tocar bateria...

    ResponderEliminar
  41. Anónimo7.1.10

    "Mesmo que não exista qualquer relação com a elevada taxa de cancro está comprovado que a radioactividade natural está associado ao aparecimento de doenças. Um estudo realizado no Reino Unido em 1998, que o Radão, um gás que se liberta do solo rico em urânio como os solos graníticos, é responsável por um em cada 20 casos de cancro do pulmão. Os investigadores encontraram uma correspondência entre os níveis médios de Radão no interior das habitações e o risco de cancro de pulmão. Num trabalho de José Martins de Faria, licenciado em Radiologia e mestre em Saúde Pública, intitulado "Radão e a Saúde Pública - a ameaça silenciosa", é citada uma informação da "Uranium Information Centre" onde se refere que Portugal apresenta níveis médios superiores de Radão mais elevados de que o Reino Unido. É de esperar por isso que o número de mortes por cancro de pulmão atribuíveis ao Radão atinja taxas superiores".
    Levem esta porcaria para fora de Nisa!!!

    ResponderEliminar
  42. joaquim galhardo8.1.10

    urânio venha ele, medo de quê da morte deixem-se disso queijo qual queijo no tempo que ouve uranio qualquer 1 tinha rebanho de ovelhas e o nosso queijo nunca perdeu qualidade, por isso esqueçam o queijo de nisa hoje á é queijo espanhol isso sim amigos á uns 7 anos falei com 1 senhor engenheiro de minas a nivel nacional e com trabalho também no estranjeiro e ele disse-me que quem manda é o governo por isso amigos as minas de nisa vão ser abertas queiram ou não agora deixam de andar a enganar os miudos das escolas para se porem á frenta da TV isso pra esse negócio já não pega venham as minas, a vida são 2 dias 1 pra nascer e 1 pra morrer filhos de nisa não tenham medo da morte tenham sim vontade de passar 1 dia de cada vez envio isso como municepe não como trabalhador da camara muito obrigado por esse blog a todos 1 bom ano. não misturar a vida pessoal com a vida profissional.

    ResponderEliminar
  43. Anónimo9.1.10

    Amigo Joaquim
    pelo que se vai ouvindo pelos corredores do poder, andam a tentar fazer-te a folha?
    Não lhes dês mais pretextos para te lixarem.
    Comenta sem medo.
    Comenta e fala somente daquilo que podes comprovar, não vás nodiz que disse, e não dês hipóteses a que esse bando de vendidos te estraguem a vida.
    Sabes é que os cães ladram e a carruagem passa.
    A pouco e pouco essa gente há-de ser colocada no lugar que merecem.
    Consta-se que há aí uma que já vai à vida muito em breve.
    E Há-de haver por aí muitos vendidos que mais tarde ou mais cedo hão-de ser colocados onde pertencem.
    È só parasitismo nessa Câmara e quem tem a culpa?
    Vá um abraço fraterno para ti e não embarques na conversa desses senhorers do poder que pelos vistos o que querem é arranjar bodes expiatórios para todos os males.
    Sê mais espero que eles e não te deixes ir nas suas conversas.
    Fica Bem!

    ResponderEliminar
  44. joaquim galhardo11.1.10

    amigo anónimo 9 de janeiro de 2010 17:57, fazer me a folha então porque portei-me mal no trabalho que eu saiba não. por vezes até pego antes da hora e faço o que for preciso eu aqui nesse blog ou noutro qualquer assino porque sou um cidadão e municipe por isso tenho todo o direito de dar a minha opinião e dizer o que penso não tenho culpa de ter vindo gente nova pra cá e não saber o que é um municipe e o que é um trabalhador não sei qual a cena desta gente ficaram magoados pelo que eu disse ou de ter entrado na lista da CDU e dar a minha opinião,ralhar não doi bater não batem porque não deixo agora vamos ver qual a razão disso de me quererem fazer a folha, não tem fundamento nenhum, sou livre de comentar se encomodo alguém não faço ideia mas como se costuma dizer quem está mal que se mude porque eu não tenho folhas pra destribuir looool, e assim vai o mundo, graças a deus. axo que o amigo josé afonso está prestes a ressuscitar vem fazer alterações nas letras que escreveu a defender um povo e os trabalhadores. acho que mudará muitas letras mesmo.sou 1 municipe se me quiserem fazer a folha façam como queiram, até um sempre.

    ResponderEliminar

Obrigado, volte sempre...